Notícias‎ > ‎

Muita lama e emoção na 6ª etapa da Copa Serra Litoral de Velocross

postado em 24 de ago de 2011 18:44 por Francis Miguel Schweitzer
Muita lama e emoção na 6ª etapa da Copa Serra Litoral de Velocross
Texto: Francis Miguel - Copa Serra Litoral, Fotos: Race Cross
 
A sexta etapa do campeonato 2011 da Copa Serra Litoral aconteceu neste domingo, 31, no motódromo Xaveco's, em Timbé - Tijucas. A chuva que castigou toda região não tirou o brilho da etapa, lama e emoção foram os ingredientes necessários para mais uma etapa de sucesso, no total foram 201 pilotos inscritos que brigaram por pontos importantes no campeonato.
 
Caroxa venceu a Vx1
 
Na principal categoria da competição a Vx1 quem largou na frente e fez o holeshot, foi o piloto de Balneário Camboriú, Edenísio Esperândio (Deco), ainda na primeira volta o piloto da casa Fabrício Medeiros (Bebê) que vinha em segundo tentou a ultrapassagem mas acabou se enroscando com o líder da prova, os dois foram para o chão e quem assumiu a primeira posição foi Fabiano Bernardo que se manteu por duas voltas, precionado por Caroxa, que acabou fazendo a ultrapassagem  e confirmou a vitória, na última volta Fabiano Bernardo que brigava com Fernado Pacheco pela segunda posição acabaram se tocando e mergulharam na lama, quem se beneficiou foi Fabricio Medeiros o Bebê que terminou em segundo, Renato Lehmkuhl o terceiro, Leandro Batista que é o líder do campeonato o quarto e Fernando Pacheco completou os cinco primeiros.
 
Everton Soletti estréia na copa com vitória na Vx2
 
A categoria das motos importadas de até 250cc 4 tempos a Vx2 foi vencida por Everton Soletti de Balneário Camboriú, Leandro Batista que fez o Holeshot terminou em segundo, seguido de Fabiano Bernardo em terceiro, Fabrício Medeiros Bebê em quarto e Eder Elias vice líder do campeonato em quinto. O atual líder da Vx2 Robson Fraga Cabelo acabou se enroscando e caindo na largada, fazendo uma prova de recuperação acabou terminando em sétimo lugar, salvando pontos que ainda lhe mantém na liderança.
 
Negão vence, e assume liderança da 65cc.
 
Na categoria 65cc Diego Heining fez o Holeshot, mas acabou sendo ultrapassado por Matheus Negão que acelerou até a quadriculada, na segunda posição chegou Vinícius Coyote, seguido de Lucas Feijó em terceiro, Bruno Hodecker em quarto, e Diego com problemas na motocicleta fechou os cinco primeiros, com este resultado Negão assumiu a liderança do campeonato com dois pontos de vantagem para Diego Heining.
 
Disputa pela liderança da 50cc entre Douglas Pereira e Carlos Gervasi
 
A prova da 50cc foi eletrizante, quem largou na frente foi o líder da copa Carlos Gervasi mas acabou sendo surpreendido por Douglas Pereira na segunda volta, que conseguiu abrir uma boa distância, na volta final Carlos conseguiu ganhar terreno e diminuiu a diferença, a poucos metros da quadriculada fez a ultrapassagem e confirmou a vitória, seguido de Douglas Pereira. O terceiro foi Pedro Henrique Todt, Anthonny Gervásio o quarto, Diogo Silveira o quinto e Mateus Leandro o sexto colocado.
Ralf Schaefer leva os 25 pontos da vitória na Nacional 150cc
    
    A briga na Nacional 150cc começou com as classificatórias, dos 30 inscritos somente 20 se classificaram para a bateria final. Na bateria final quem largou na frente foi Thiago Martins. Ainda na primeira volta Ralf Schaefer fez a ultrapassagem o abriu boa vantagem confirmando a vitória, Rafael Teske terminou em segundo, Thiago Martins em terceiro, Maykon Corrêa o quarto e Fábio Franzoi o Garotão completou o pódio na quinta posição.
    
    A Street Cilindrada Livre foi outra categoria que teve classificatórias. Na prova oficial quem começou na frente foi Crystian Andrade o Cryzinho, que abandonou a prova com problemas de câmbio, a vitória ficou com Rafael Teske após superar Alexa nos momentos finais da prova, Alexa foi o segundo, Caroxa o terceiro, Tiago Pereira o quarto e Ademair Rosa o quinto.
 
    Pela categoria Junior, segunda vitória consecutiva de Mateus Bankhardt, que largou na frente e venceu de ponta a ponta, a segunda posição ficou com o piloto da casa Murilo Alvez, em terceiro Herickson Kraus, Valmir Pereira o quarto e Crystian Andrade completou os cinco primeiros. O líder da copa nesta categoria Guilherme Kreusch não teve um bom final de semana, largou fora dos dez primeiros, finalizando na sétima posição que ainda lhe mantém na liderança mas a diferença que era de 12 pontos para o segundo colocado Herickson Kraus caiu para 4 pontos.
    Dupla vitória para Gilson Broering, Nacional 230 e Força Livre Nacional
 
Pela Nacional 230 Gilson Broering venceu de ponta a ponta, e saboreia pela primeira vez na temporada a liderança da competição, Luiz Antônio Naruto foi o segundo, em terceiro Rafael de Souza o Finha, Herickson Kraus e Rodrigo Silva fecharam os cinco primeiros.
 
Na Força Livre Nacional João Pedro Sobrinho largou na frente e administrava a liderança da prova, faltando duas voltas acabou caindo e deichou o caminho livre para Gilson Broering  vencer a segunda prova dele na tarde, em segundo chegou Ricardo Gelsleuchter o Kiko, João Pedro se levantou a tempo e confirmou a terceira posição, Thiago Felisberto e Marcelo da Silva completaram os cinco primeiros. 
Na Nacional 300cc o líder do camponato Lionardo Silveira fez o Holeshot mas abandonou a prova com problemas mecânicos, a vitória ficou com Juarez Francisco, Marcelo da Silva em segundo, Rodrigo Silva o terceiro, Ricardo Gelsleuchter o Kiko em quarto e Eduardo Bertolino o quinto.
Pódio da categoria Vx3
 
A Vx3 teve três nomes na liderança da prova, Gilmar Bianquezi largou na frente, na segunda volta foi superado por Jairo Passos que manteve a frente até a quarta volta, apartir dai Claudir Heil assumiu a liderança e venceu a prova, Gilmar Bianquezi finalizou em segundo, Edenisio o Deco em terceiro, Jairo Passos o quarto e Alex Feijó o quinto.
Pela Máster Nacional Juarez Francisco entrou na pista novamente para vencer a sua segunda prova no dia , na segunda posição chegou Gilmar Bianquezi, Alexa ficou em terceiro, Alex Feijó o quarto e Wilson Broering o quinto.
Na categoria Batom a vitória ficou para Júlia Polmann, que venceu a sexta prova no ano e segue invicta na competição, Samara Paula Fonseca fez uma ótima prova e terminou em segundo, deichando a briga pela terceira posição entre Renata, Mari e Karina. No final Karina Silva em terceiro, Mari Corrêa em quarto e Renata Vandresen em quinto.
 
A Copa Serra Litoral de Velocross tem aval e supervisão da Federação Catarinense de Motociclismo, patrocínio oficial de Honda Dorvalino Motos e MotoShop Racing e co-patrocínio de Mania por Motos, Fantasma Moto Racing, Total Motos, Simotos, Refrigerantes Pureza, H-Tech, Cabanas Cores do Rosa, Nunes Comunicação Visual, Beto Motos e Pé No Estribo.
Comments