Notícias‎ > ‎

Motociclismo de Luto por João Marronzinho.

postado em 26 de jun de 2012 17:24 por Francis Miguel Schweitzer
João Marronzinho recebe a bandeirada final aqui na terra, mas sempre ficará em nossos corações.

O piloto e amigo Djohny Aquino que estava acompanhando o treino relata em suas palavras o acontecido:
     Na verdade o que aconteceu foi que estava no treino corrida, e pelo que pude observar a coroa da moto quebrou e fez que a moto bicasse não encaixasse a sessão de costela e bateu a roda dianteira bicanco em uma cabeça da costela, marron foi lançado para frente contra outra costela da mesma sessão, a moto foi em cima dele. O primeiro a chegar nele foi Campano que estava logo atrás, em seguida cheguei correndo e ajudei a retirar o capacete, sem movimentar coluna e cabeça. Logo que tiramos o capacete ele sangrava pelas cavidades, boca e orelha , mas sem alguma conciência, no mesmo instante observei seus sinais vitais, pulsão era muito baixa e respiração também, o problema grave era na cabeça, com um pouco da experiência que tenho com socorros pude verificar que ele estava com um TCE Grave, os olhos dele ficaram como é conhecido pelos socorrista  "igual a de guaxinins"  muito rocho e inchado, fiz contato com a central de emergência e pedi pelo amor de Deus o Helicóptero pois passei todo o caso para eles. Uma ambulância de pouco adiantava , Campano mantia a boca dele aberta para não se afogar, logo após fiz mais uma ligação para pedir ao um PM com contato direto com o helicóptero Águia para  fazer o resgate. Foi onde encaminharam de vez o Águia, mas as chances eram minimas, o trauma era enorme e vendo isso tentava me conformar e manter a calma dos meus companheiros.  Eu não acreditava que meu amigo estava partindo. O helicóptero chegou após 12 minutos do acidente, fizeram todos procedimentos iniciais e já viram que não tinha como reverter o quadro, chegaram a por oxigênio e até pegar o desfibrilador , mas não usaram e já confirmaram a morte de nosso amigo, foi triste, naum sabia para onde ir.  Mas tive que manter a calma pois tinha que avisar as pessoas mais próximas da equipe. Até agora tento acreditar que nada disso aconteceu e que estou apenas sonhando.

Peço a todos que rezem por ele e por sua família. A forma que acontece ou como foi não importa, foi uma grande fatalidade e temos que juntar forças para superar mais essa barreira.

Descansse em PAZ, João Paulino da Silva Júnior ( Marronzinho).

Carreira vencedora

Aos 29 anos de idade, o piloto natural de Laguna já havia defendido as cores das principais equipes do país. Além de vários títulos estaduais e regionais de motocross e supercross, conquistou três títulos do Brasileiro de Motocross na MX1: em 2005 e 2006 pela Suzuki JToledo, e em 2008 correndo de Kawasaki pela equipe Pro Tork. Conquistou também o título da Superliga de Motocross na MX1 em 2010, correndo pela Honda. Agora em 2012 vestia o uniforme da equipe oficial Yamaha/Geração, com sede em Florianópolis.

Filho de João Paulino e Albani Marconde da Silva, Marronzinho deixou a esposa Lu Zanini e filho Jorginho, de 4 anos.


Comments